Agente Fiduciário

RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 
1ª Emissão de CRI's - 25ª Série
R$  110.100.000,00
RBCS C25 / 09J0010341 / BRRBCSCRI121


A decisão de investimento deve ser baseada na leitura e compreensão da íntegra dos instrumentos legais relacionados à emissão cujas cópias podem ser solicitadas à Simplific Pavarini. As informações a seguir não representam uma recomendação de investimento, uma análise de crédito ou da situação econômica ou financeira da Emissora, nem tampouco garantia, explícita ou implícita, acerca do pontual pagamento das obrigações relativas aos títulos emitidos.


Assembléias Emissora Rating
Avisos Eventos de Pagamento Relatórios
Covenants Garantia Remuneração
Documentação Oferta Repactuação
Emissão PU's Diários Resgate Antecipado

A Simplific Pavarini Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. exerce a função de agente fiduciário das seguintes emissões/séries da RB Capital Securitizadora S.A. cujas características são descritas nos links a seguir:

1ª Emissão – 44ª Série

http://www.simplificpavarini.com.br/CAR-BR-SP.htm 

1ª Emissão – 73ª Série

http://www.simplificpavarini.com.br/CAR-BR3-SP.htm

1ª Emissão – 99ª e 100ª Série

http://www.simplificpavarini.com.br/CAR-BR4-SP.htm

1ª Emissão – 138ª, 139ª e 140ª Série

http://www.simplificpavarini.com.br/CAR-RBCS138-SP.htm


 

Emissora

  RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Denominação social

RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A.

Endereço da sede

Rua Amauri, 255, 5º andar, CEP 01448-000, Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo

CNPJ

03.559.006/0001-91

Diretor de Relações com Investidores

Marcelo Michaluá
Tel 11-3127-2760
marcelo.michalua@rbcapital.com.br

Situação

Operacional

Auditor independente

Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes

Jornais onde a Cia. divulga informações

DIARIO OFICIAL DO EST DE SP / DIARIO COMERCIO IND E SERVICOS

 

 

 

 

Oferta

 RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Código CBLC/ CETIP/ ISIN

RBCS C25 / 09J0010341 / BRRBCSCRI121

Coordenador Líder

Itau BBA

Distribuição

Pública

Rating

abr/14 fev/15 abril/15 maio/16
Sr: BrAA+ Fitch: AAAsf(bra) Fitch: AAAsf(bra) Fitch: AA+sf(bra)

Registro CVM Definitivo

CVM/SRE/CRI/2009-034 em 30/10/2009

Status da Emissão / Emissora

VENCIDA / Adimplente

 

 

 

Emissão

RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Título

Certificados de Recebíveis Imobiliários

Créditos Imobiliários Vinculados

A CCI que lastreia a emissão dos CRI é uma cédula representativa dos créditos imobiliários oriundos do Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda, que compreendem: (i) o direito de recebimento do Valor da Promessa, e (ii) o direito ao recebimento de quaisquer penalidades e valores devidos pelo FII nos termos do Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda (esses créditos, os “Créditos Imobiliários”).

Valor total dos créditos imobiliários vinculados ao presente Termo de Securitização: R$ 155.546.354,00 (cento e cinqüenta e cinco milhões, quinhentos e quarenta e seis mil, trezentos e cinqüenta e quatro reais)

Quantidade, individualização dos devedores e valor total dos Créditos Imobiliários que lastreiam a emissão: O FII é o devedor dos Créditos Imobiliários, oriundos do Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda, representados por 1 (uma) CCI emitida pela BR, tendo como Instituição Custodiante a PAVARINI DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. e registrada na CETIP S.A. – Balcão Organizado de Ativos e Derivativos (“CETIP”), sendo que a BR é devedora dos créditos oriundos do Contrato de Locação. O FII promoveu a cessão pro solvendo à Securitizadora de parte dos créditos oriundos do Contrato de Locação, nos termos do Contrato de Cessão de Créditos de Locação, como forma de pagamento dos Créditos Imobiliários pelo FII. O montante total dos Créditos Imobiliários, designado como Valor da Promessa, é de R$ 110.100.000,00 (cento e dez milhões e cem mil reais), equivalente ao resultado do somatório dos valores unitários de cada um dos imóveis que compõem a Unidade, bem como das construções, benfeitorias e equipamentos descritos no Laudo de Avaliação.

A CCI individualiza os imóveis originadores dos Créditos Imobiliários vinculados a este Termo de Securitização.

O valor de emissão da CCI é de R$110.100.000,00 (cento e dez milhões e cem mil reais) que corresponde ao valor presente dos Créditos Imobiliários representados pela CCI, considerados os créditos pelos seus valores atualizados até a data de emissão da CCI.

A CCI foi emitida em série única, e permanecerá custodiada pela PAVARINI DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA, conforme declaração de custódia constante do Anexo 2 ao presente Termo de Securitização.

Forma

Escritural

Espécie

Os pagamentos da CCI ou outros necessários a viabilização da amortização e/ou remuneração dos investidores, sob regime fiduciário em Patrimônio Separado, conforme descrito neste Termo de Securitização, não contam com nenhuma espécie de garantia nem coobrigação da Securitizadora. Desta forma, a responsabilidade da Securitizadora, excetuando os casos de negligência ou gestão temerária, estão limitados ao Patrimônio Separado.

Emissão / série

1ª Emissão / 25ª Série

Data de emissão

20 de outubro de 2009

Data de vencimento

18 de outubro de 2019, resgatada antecipadamente em 23 de julho de 2019

Quantidade de títulos da emissão

367

Valor nominal na data de emissão

R$ 300.000,00

Valor total da emissão

R$ 110.100.000,00

Preço de subscrição

O preço de subscrição dos CRI será o seu valor nominal unitário (i) atualizado pela variação acumulada do IPCA/IBGE, a partir da Data de Emissão, até data da efetiva subscrição e (ii) acrescido da remuneração a partir da Data de Emissão até a data da efetiva subscrição. A integralização será à vista, em moeda corrente nacional, no ato da subscrição e deverá ser depositada na conta-corrente nº 66.394-1, da agência 0262 do Banco Itaú S.A.  A subscrição será efetuada por meio dos procedimentos da CETIP e/ou da BM&FBOVESPA.

Ao subscrever os CRI no mercado primário ou adquirir os CRI no mercado secundário, os titulares dos CRI estarão aprovando automática, voluntária, incondicional, irretratável e irrevogavelmente, independentemente da realização de qualquer assembléia geral dos titulares dos CRI, inclusive para os efeitos do artigo 16 da Instrução CVM nº 414, a implementação de quaisquer operações de desdobramento dos CRI com o objetivo de reduzir o valor nominal unitário dos CRI, na data que venha a ser determinada pela Securitizadora, após decorridos 18 (dezoito) meses da data da publicação do anúncio de encerramento da distribuição dos CRI (o “Desdobramento Previamente Aprovado”) desde que, cumulativamente, sejam atendidos os seguintes requisitos:  

(i) não haja inadimplemento financeiro perante os titulares dos CRI;

(ii) tenham sido cumpridos os requisitos do art. 6º da Instrução CVM nº 414, quais sejam, que os CRI possuam lastro em créditos com regime fiduciário e refiram-se a imóveis com “Habite-se” concedido pelo órgão competente;

(iii) tenham sido emitidos, desde a Data de Emissão, relatório de classificação de risco atribuído aos CRI, elaborado por agência classificadora de risco, conforme item 2.26 abaixo, atualizado, no mínimo, anualmente; e

(iv) a Securitizadora esteja regular com seu registro de companhia aberta.

O Desdobramento Previamente Aprovado terá como conseqüência o aumento do número de 367 (trezentos e sessenta e sete)  CRI para 3.670 (três mil seiscentos e setenta) CRI, em função do desdobramento de cada unidade de CRI em 10 (dez)  novas unidades de CRI gerando, portanto, o aumento proporcional do número de CRI de titularidade de cada investidor, e não alterando, de nenhuma forma, o valor total do investimento de cada titular de CRI.  

A Securitizadora informará o Agente Fiduciário e os titulares dos CRI, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias, por meio de aviso publicado nos termos do item 2.23, o desdobramento dos CRI que preencher os requisitos do item 2.25.1, bem como a data a partir da qual os mesmos passarão a ter o novo valor nominal unitário. Na data da publicação de referido aviso, a Securitizadora encaminhará ao Agente Fiduciário todos os documentos que evidenciem a satisfação dos requisitos elencados no item 2.25.1.

Regime Fiduciário

Os CRI contarão com a instituição de regime fiduciário sobre a CCI que lastreia a presente Emissão, nos termos da Cláusula Terceira abaixo.

Remuneração

IPCA + 6,85% aa

Amortização e Pagamento de Juros

Pagamentos anuais, sendo o primeiro em 20/10/2010 e os demais conforme tabela abaixo.

Negociação e Custódia

CETIP e/ou da BM&FBOVESPA

Destinação dos Recursos

Os recursos obtidos com a subscrição dos CRI serão utilizados exclusivamente para o pagamento, pela Securitizadora, do Preço de Aquisição da CCI deduzidas as despesas de acordo com o item 1.9.2, nos termos do Contrato de Cessão de CCI. A Securitizadora deverá, em até 2 (dois) Dias Úteis após o pagamento do Preço de Aquisição da CCI, encaminhar ao Agente Fiduciário o comprovante de quitação dos valores devidos à BR.

Intervenientes

PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A., sociedade por ações devidamente constituída e existente de acordo com as leis da República Federativa do Brasil, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua General Canabarro, 500, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 34.274.233/0001-02, neste ato representada nos termos de seu Estatuto Social (a “BR”).

 

Resgate Antecipado

RBCS C25 / 09J0010341 voltar


2.15  Resgate Antecipado

2.15.1 Oferta de Resgate Antecipado

2.15.1.1 A BR, na qualidade de cedente da CCI, poderá, a seu exclusivo critério, solicitar à Securitizadora que efetive o resgate antecipado da totalidade dos CRI a qualquer tempo,mediante oferta aos titulares dos CRI. A BR, neste caso e na forma da Cláusula 5.03.1 do Contrato de Cessão de CCI, deverá garantir os montantes necessários para a Securitizadora realizar o referido resgate antecipado, bem como para pagar pelas despesas incorridas pela mesma com o procedimento para aprovação de tal resgate, das seguintes formas:

(i) restituição do Preço de Aquisição;

(ii) pagamento de prêmio (conforme o caso); e

(iii) reembolso de despesas.

2.15.1.2 Tal resgate antecipado será operacionalizado da seguinte forma:

(i)      a Securitizadora, dentro de até 20 (vinte) dias após o recebimento de solicitação por escrito da BR, realizará oferta para resgate antecipado aos titulares dos CRI, por meio de publicação de anúncio, devendo tal convocação descrever (i) as condições da oferta de resgate, (ii) a definição de eventual prêmio de resgate; (iii) demais informações necessárias para tomada de decisão dos detentores de CRI; e, (iv) a data efetiva para o resgate dos CRI, quando será feito o pagamento destes;

(ii)      a Securitizadora, conforme solicitação da BR, poderá condicionar a oferta de resgate a um percentual mínimo de aceitação por parte dos detentores de CRI;

(iii)    caso 2/3 (dois terços) ou mais dos detentores de CRI optem por aceitar a oferta de resgate, a Securitizadora poderá, conforme orientação da BR, resgatar antecipadamente a totalidade dos CRI em Circulação, independente da manifestação dos demais titulares do CRI; e

(iv)     o valor a ser pago aos titulares de CRI a título de resgate antecipado será equivalente ao Valor Nominal Unitário do CRI ajustado pela atualização monetária e acrescido pela Remuneração devida e ainda não paga até a data de resgate dos CRI, ambos calculados na forma deste Termo de Securitização, acrescido de eventual prêmio de resgate a ser oferecido pela Securitizadora aos titulares dos CRI, conforme determinado pela BR, prêmio de resgate este que não poderá ser negativo.

2.15.1.3 Os CRI resgatados serão cancelados pela Securitizadora.

2.15.2 Resgate Antecipado Compulsório

2.15.2.1 Após 3 (três) anos contados da Data de Emissão, a BR, na qualidade de cedente da CCI, poderá, a seu exclusivo critério, solicitar à Securitizadora que efetive o resgate antecipado compulsório da totalidade dos CRI (“Resgate Antecipado Compulsório”). A BR, neste caso e na forma da Cláusula 5.03.1 do Contrato de Cessão de CCI, deverá garantir os montantes necessários para a Securitizadora realizar o referido Resgate Antecipado Compulsório, bem como para pagar pelas despesas incorridas pela mesma com o procedimento para aprovação de tal Resgate Antecipado Compulsórios, das seguintes formas:

(i)   restituição do Preço de Aquisição;

(ii)  pagamento de prêmio descrito abaixo;

(iii) reembolso de despesas.

2.15.2.2        Tal Resgate Antecipado Compulsório será operacionalizado da seguinte forma:

(i) a Securitizadora, dentro de até 20 (vinte) dias após o recebimento de solicitação por escrito da BR,  comunicará os titulares dos CRI acerca da intenção de promover o Resgate Antecipado Compulsório, por meio de publicação de anúncio, devendo tal comunicação descrever os termos em que será realizado o Resgate Antecipado Compulsório, inclusive o preço e prêmio de resgate (descritos no item 2.15.2.3) e a data efetiva para o resgate dos CRI, quando será feito o pagamento destes;

(ii) Na data do Resgate Antecipado Compulsório, a Securitizadora deverá resgatar antecipadamente a totalidade dos CRI em Circulação, independente da manifestação dos titulares do CRI; e

(iii) o valor a ser pago aos titulares de CRI a título de Resgate Antecipado Compulsório será equivalente ao Valor Nominal Unitário do CRI ajustado pela atualização monetária e acrescido pela Remuneração devida e ainda não paga até a data de Resgate Antecipado Compulsório dos CRI, ambos calculados na forma deste Termo de Securitização, acrescido do prêmio de resgate, conforme determinado no item 2.15.2.3 abaixo.

2.15.2.3   O prêmio de Resgate Antecipado Compulsório a ser pago pela Securitizadora aos titulares do CRI será calculado de acordo com a seguinte fórmula:






i:        taxa de remuneração dos CRI (cupom sobre o IPCA/IBGE);

Y:      taxa de remuneração (cupom sobre o IPCA/IBGE) da NTN-B de prazo médio de vencimento (duration) mais próximo ao prazo médio remanescente dos CRI na data da ocorrência da condição resolutiva do Contrato de Cessão de CCI.  Será utilizada a menor taxa da NTN-B, entre: (a) taxa de referência divulgada pela ANDIMA na data da ocorrência da condição resolutiva do Contrato de Cessão de CCI; ou (b) taxa média de referência praticada por pelo menos 3 (três) instituições financeiras de primeira linha na data da ocorrência da condição resolutiva do Contrato de Cessão de CCI;

Du:     prazo remanescente, em Dias Úteis, entre a data da ocorrência da condição resolutiva dp Contrato de Cessão da CCI e a data de vencimento final dos CRI.

VNa:   conforme deninido no item 1.8.3.1 (i)

Q:      conforme deninido no item 1.8.3.1 (i)

2.15.2.4        O Resgate Antecipado Compulsório descrito na forma deste item 2.15.2 somente poderá ser realizado se compreender a totalidade dos CRI.

2.15.2.5        Os CRI resgatados serão cancelados pela Securitizadora.

2.16  Amortização e Pagamento de Prêmio aos CRI

2.16.1 Todos os valores recebidos pela Securitizadora por força do disposto no item 1.8.3.1 acima, com exceção do Prêmio referido no item 1.8.3.1(ii), serão utilizados por esta na amortização do valor nominal de todos os titulares dos CRI.

2.16.2 Todo prêmio recebido pela Securitizadora por força do disposto no item 1.8.3.1(ii) ou qualquer outro dispositivo do presente Termo de Securitização será adicionado ao montante da amortização devida aos titulares dos CRI e será pago a todos os titulares dos CRI, de forma proporcional.

2.16.3 Todos os pagamentos por força do disposto neste item 2.16 deverão ser realizados pela Securitizadora no prazo de 2 (dois) Dias Úteis contandos do recebimento por esta dos valores correspondentes devidos pela BR nos termos do item 1.8.3 acima, observado o disposto no item 5.2.4 abaixo.

 
 


 

Garantia

 RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Os pagamentos da CCI ou outros necessários a viabilização da amortização e/ou remuneração dos investidores, sob regime fiduciário em Patrimônio Separado, conforme descrito neste Termo de Securitização, não contam com nenhuma espécie de garantia nem coobrigação da Securitizadora. Desta forma, a responsabilidade da Securitizadora, excetuando os casos de negligência ou gestão temerária, estão limitados ao Patrimônio Separado.

3.1     Vínculo da CCI à Emissão dos CRI

A CCI é expressamente vinculada à Emissão dos CRI descrita na Cláusula Segunda acima.

3.2     Instituição do Regime Fiduciário sobre a CCI

3.2.1  Nos termos dos artigos 9º e 10º da Lei nº 9.514, a Securitizadora institui, em caráter irrevogável e irretratável, regime fiduciário sobre a CCI, o qual está submetido às seguintes condições:

(i)        a CCI destaca-se do patrimônio da Securitizadora e constitui patrimônio separado (o “Patrimônio Separado”), destinando-se especificamente à liquidação dos CRI;

(ii)      a CCI é afetada neste ato como lastro da Emissão dos CRI descrita na Cláusula Segunda acima;

(iii)     o agente fiduciário do Patrimônio Separado será o Agente Fiduciário, e os beneficiários do Patrimônio Separado serão os titulares dos CRI;

(iv)    os deveres, responsabilidades, forma de atuação, remuneração, condições e forma de destituição ou substituição do Agente Fiduciário estão descritos na Cláusula Sétima abaixo; e

(v)      o Patrimônio Separado será liquidado na forma prevista na Cláusula Quarta deste Termo de Securitização.

3.2.2  A CCI objeto do regime fiduciário, ressalvadas as hipóteses previstas em lei:

(i)  constitui Patrimônio Separado que não se confunde com o patrimônio da Securitizadora;

 

(ii)  manter-se-á apartada do patrimônio da Securitizadora até que complete o resgate da totalidade dos CRI objeto da presente Emissão;

 

(iii) destina-se exclusivamente à liquidação dos CRI;

 

(iv) está isenta de qualquer ação ou execução promovida por credores da Securitizadora;

 

(v) não é passível de constituição de garantias ou de excussão por quaisquer credores da Securitizadora; e

 

(vi) só responderá pelas obrigações inerentes aos CRI a que está afetada.


 

Remuneração

RBCS C25 / 09J0010341 voltar


2.11    Atualização Monetária

2.11.1 O valor nominal unitário dos CRI será atualizado monetariamente a partir da Data de Emissão, pela variação do IPCA/IBGE, com base na seguinte fórmula:

 

 

 

Onde:

VNa = Valor Nominal Unitário atualizado, calculado com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento;

VNb = Valor Nominal Unitário ou Saldo do Valor Nominal Unitário após cada amortização, referenciados à Data de Emissão, calculados/informados com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento;

C = Fator da variação acumulada do IPCA/IBGE calculado com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento, apurado da seguinte forma:

Onde:

n = número total de índices considerados na atualização, sendo “n” um número inteiro;

NIk = valor do número índice do IPCA/IBGE do mês anterior ao mês de atualização, caso a atualização seja em data anterior ou na própria data de aniversário do CRI.  Após a data de aniversário, o valor do número‑índice do mês de atualização;

NIk-1 = valor do número índice do IPCA/IBGE do mês anterior ao mês “k”;

dup = número de dias úteis entre (i) a Data de Emissão, ou seja 20 de outubro de 2009, para o primeiro mês de atualização, ou (ii) a data de aniversário anterior, para os demais meses, e a data de cálculo, sendo “dup” um número inteiro; e

dut = número de dias úteis contidos entre (i) 20 de outubro de 2009, para o primeiro mês de atualização, ou (ii) a data de aniversário anterior, para os demais meses, e a próxima data de aniversário, sendo “dut” um número inteiro.

Os fatores resultantes das expressões  são considerados com 9 (nove) casas decimais, sem arredondamento e os resultantes das expressões  são considerados com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento. O produtório é executado a partir do fator mais recente, acrescentando-se, em seguida, os mais remotos.

Observações:

a) Considera-se a data de aniversário dos CRI o 3º (terceiro) dia útil após o dia 15 de cada mês caso o dia 15 seja dia útil  ou o 4º (quarto)  dia útil posterior ao dia 15 de cada mês caso o dia 15 não seja dia útil.

 

b) Considera-se Datas de Pagamento, as datas indicadas no campo “Data de Pagamento” constante na tabela do item 2.13.1 abaixo.

 

c) Caso, se até a data de aniversário dos CRI, o número-índice do IPCA/IBGE referente ao mês de atualização não esteja disponível, deverá ser utilizado um número índice projetado, calculado com base na última projeção disponível, divulgada pela Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro (“ANDIMA”) (“Número-Índice Projetado” e “Projeção”) da variação percentual do IPCA/IBGE, conforme fórmula a seguir:

 

NIkp = NIk x (1+ Projeção)

 

Onde:

 

NIkp = Número Índice Projetado do IPCA/IBGE para o mês de atualização, calculado com 2 casas decimais, com arredondamento;

NIk =   valor do IPCA/IBGE do mês anterior ao mês de atualização, caso a atualização seja em data anterior ou na própria data de aniversário do CRI.  Após a data de aniversário, o valor do número índice do mês de atualização; e

Projeção = variação percentual projetada pela ANDIMA referente ao mês de atualização.

 

O Número Índice Projetado será utilizado, provisoriamente, enquanto não houver sido divulgado o número-índice correspondente ao mês de atualização, não sendo porém, devida nenhuma compensação entre a Emissora e os titulares dos CRI quando da divulgação posterior do IPCA/IBGE que seria aplicável.

 

O número índice do IPCA/IBGE, bem como as projeções de sua variação, deverão ser utilizados considerando idêntico número de casas decimais divulgado pelo órgão responsável por seu cálculo/apuração.

2.12    Remuneração 

2.12.1 Aos CRI serão conferidos juros remuneratórios, calculados exponencialmente a partir da Data de Emissão. A taxa de juros remuneratórios efetiva dos CRI apurada em Procedimento de Bookbuilding é de 6.85 % a.a. (seis inteiros e oitenta e cinco centésimos por cento ao ano), base 252 Dias Úteis, válida por todo o prazo da operação. Os juros, incidentes sobre o saldo do valor nominal dos CRI atualizado monetariamente na forma indicada acima (a “Remuneração”), serão pagos anualmente juntamente com a amortização programada descrita no item 2.13.1, sendo o primeiro pagamento em 20/10/2010, e calculados obedecendo à seguinte fórmula.

 

 

Onde:

 

J = valor dos juros devidos nas datas de pagamento, calculado com 8 (oito) casas decimais sem arredondamento;

 

VNa =  Valor Nominal Unitário dos CRI, atualizado monetariamente, expresso em R$, calculado com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento;

 

Fj = fator de juros calculado com 9 (nove) casas decimais, com arredondamento, conforme fórmula a seguir:

Onde:

 

Taxa = taxa de juros prevista no item 2.12.1 acima, expressa em 252 dias úteis, informada com 4 (quatro) casas decimais;

 

dup = é o número de dias úteis decorridos entre a Data de Emissão, ou seja 20 de outubro de 2009, ou a data de pagamento de juros imediatemente anterior, e a data de atualização, pagamento ou vencimento.

A expressão   

deverá ser calculada com 9 (nove) casas decimais, sem arredondamento.

 2.13  Amortização Programada 

2.13.1 Os CRI serão amortizados anual e sucessivamente, de acordo com os valores e datas indicados na tabela a seguir, tendo sido observadas e respeitadas as condições de prorrogação de prazos previstas nos itens 2.13.2 e 2.13.3 abaixo. Os valores indicados na tabela a seguir serão atualizados monetariamente de acordo com o item 2.11 acima, desde a Data de Emissão até a data de pagamento. Os valores da tabela a seguir foram calculados obedecendo as fórmulas estabelecidas na Cláusula 2.12 e  à seguinte fórmula:

 

Onde:

AMi =  Valor unitário da i-ésima parcela de amortização. Valor em reais, calculado com 8 (oito) casas decimais, sem arredondamento;

VNa =  conforme definido acima;

TAi =   Taxa fixa definida para amortização, expressa em percentual, com 4 (quatro) casas decimais, sem arredondamento, de acordo com a tabela abaixo.

 

Repactuação

 RBCS C25 / 09J0010341  voltar


O CRI não será objeto de repactuação.

 

Covenants

 RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Não ha cálculo Covenants definidos para essa emissão.

 

Eventos de Pagamento

 RBCS C25 / 09J0010341 voltar



Valores Referenciados à Data de Emissão

Data de 
Pagamento
Saldo Unitário 
Após Amortização 
R$/tít
Dias
Úteis
Juros

R$/tít

Amortização
(AM i)
R$/tít
Amortização
(TA)
%
Total Pagamento

R$/tít

20/10/2009 300.000,00 0 - - - -
20/10/2010 278.082,53 251 20.465,73 21.917,47 7,3058% 42.383,20
20/10/2011 254.747,98 503 19.048,65 23.334,55 8,3912% 42.383,20
18/10/2012 229.743,46 754 17.378,68 25.004,52 9,8154% 42.383,20
18/10/2013 203.097,68 1.006 15.737,43 26.645,78 11,5981% 42.383,20
20/10/2014 174.626,67 1.258 13.912,19 28.471,01 14,0184% 42.383,20
20/10/2015 144.156,34 1.509 11.912,88 30.470,33 17,4488% 42.383,20
20/10/2016 111.647,85 1.761 9.874,71 32.508,49 22,5509% 42.383,20
19/10/2017 76.849,81 2.011 7.585,16 34.798,04 31,1677% 42.383,20
18/10/2018 39.666,08 2.260 5.199,47 37.183,73 48,3849% 42.383,20
18/10/2019 0,00 2.512 2.717,13 39.666,08 100,0000% 42.383,20

 

Valores dos Pagamentos Realizados

Data Parcela Amortização Juros Total Status
20/10/2010 1 22.948,52 21.428,49 44.377,00 Pago
20/10/2011 2 26.218,48 21.402,88 47.621,36 Pago
18/10/2012 3 29.578,87 20.557,95 50.136,81 Pago
18/10/2013 4 33.367,03 19.707,11 53.074,14 Pago
20/10/2014 5 38.057,97 18.596,80 56.654,77 Pago
20/10/2015 6 44.596,96 17.435,92 62.032,88 Pago
20/10/2016 7 51.612,93 15.677,83 67.290,76 Pago
19/10/2017 8 56.650,01 12.348,38 68.998,39 Pago
18/10/2018 9 63.273,58 8.847,66 72.121,24 Pago
23/07/2019 Resgate Antecipado* 69.291,12 4.360,21 73.651,33 Pago
18/10/2019 10 - - - -

(*) Apuração dos Valores de Resgate Antecipado em 23/07/2019
Conforme Termo de Securitização os valores de pagamento foram apurados
com a  projeção do IPCA de Jul/19 da ANBIMA à época do cálculo de 0,23%

Data 23-jul-19
Evento AMORTIZAÇÃO
Valor por Titulo R$39.666,076375920
Evento AT. MONETÁRIA
Valor por Titulo R$29.625,043881550
Evento AMORT + AT. MONETÁRIA
Valor por Titulo R$ 69.291,120257470
Evento JUROS
Valor por Titulo R$3.530,18814623
Evento PRÊMIO DE RESGATE ANTECIPADO
Valor por Titulo R$ 830,02172849
Valor Total por Título R$73.651,33013219
Quantidade 367
Valor Total R$27.030.038,16

Duration

Data Saldo Dias Juros Amortização PMT Cupom du VPCt Peso VPCt x Peso Duration
  R$ Úteis 6,85% R$ R$       Anos    
23-jul-19 39.666,08                    
18-out-19 39.666,08 252 2.717,13 39.666,08 42.383,20 6,85% 63 41.686,95 0,25 10.421,74 0,250000

Taxa ANBIMA

Papel IPCA   NTN-B - Taxa (% a.a.)/252      
Código SELIC Data Base/Emissão Data de Vencimento Tx.
Compra
Tx.
Venda
Tx. Indicativas
           
760199 15/07/2000 15/08/2020 1,8931 1,8710 1,8800

Apuração do Prêmio de Resgate Antecipado

DATA DA OCORRÊNCIA DA CONDIÇÃO RESOLUTIVA   23-jul-19
TAXA DE REFERÊNCIA DIVULGADA PELA ANBIMA Y1 1,8800%
TAXA DE REMUNERAÇÃO DOS CRI i 6,85%
PRAZO REMANESCENTE EM DIAS ÚTEIS Du 63
Vna   R$ 69.291,12025747
Q   367
(1+(i/100)^Du/252   1,01670189
(1+(Y/100)^Du/252   1,00466722
    VALOR UNITÁRIO
PRÊMIO DE RESGATE ANTECIPADO   R$ 830,02172849
Vna   R$ 69.291,12025747
Juros   R$ 3.530,18814623
PU   R$ 72.821,30840370
VALOR TOTAL DE RESGATE   R$ 73.651,33013219

 

2.13.2 As datas referentes ao pagamento de qualquer obrigação prevista neste Termo de Securitização que não forem Dias Úteis ficarão prorrogadas até o primeiro Dia Útil subseqüente, sem nenhum acréscimo aos valores a serem pagos, ressalvados os casos em que o pagamento deva ser realizado pela BM&FBOVESPA e/ou CETIP, hipótese em que somente haverá prorrogação quando a data de pagamento coincidir com feriados nacionais, sábados ou domingos.

2.13.3 Os prazos de pagamento de quaisquer obrigações referentes aos CRI, devidas no mês em questão, serão prorrogados pelo número de dias necessários para assegurar que entre a data de recebimento do Valor da Promessa pela Securitizadora e a data de pagamento de suas obrigações referentes aos CRI sempre decorra 2 (dois) Dias Úteis. 

2.13.4 A prorrogação prevista no item 2.13.3 acima se justifica em virtude da necessidade de haver um intervalo de pelo menos 2 (dois) Dias Úteis entre o recebimento do Valor da Promessa e o repasse dos recursos aos titulares dos CRI.

2.13.5 A BR tem ciência e está de acordo com a amortização programada descrita e caracterizada acima e cumprirá as suas obrigações nos Documentos do Projeto de forma a viabilizar tal programação.

 

Assembléias

   RBCS C25 / 09J0010341  voltar


Não houve realização de assembléias dos detentores dos CRI's.

 

 

Avisos

  RBCS C25 / 09J0010341 voltar


Não houve Avisos aos detentores dos CRI's.
 

 

Preços Unitários - PU's

RBCS C25 / 09J0010341  voltar


Os valores calculados refletem nossa interpretação da escritura de emissão não implicando em aceitação de compromisso legal ou financeiro. Os PU's apresentados foram calculados "ao par", isto é, na curva de atualização e remuneração estabelecida na escritura de emissão. Outros agentes do mercado financeiro poderão apresentar valores diferentes dependendo da metodologia de cálculo aplicada. Em caso de dúvida de como os valores aqui apresentados foram apurados solicitamos entrar em contato para maiores esclarecimentos.

Planilha de PU's

 

 

Relatórios do Agente Fiduciário

  RBCS C25 / 09J0010341  voltar


Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2011
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2012
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2013
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2014
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2015
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2016
Relatório Anual-RBCAPITAL-BR2-2017

 

Documentação

 RBCS C25 / 09J0010341  voltar


Termo de Securitização